quinta-feira, 2 de agosto de 2007

Frases: "A caixa-preta do horror e da tristeza acelerada"


"Reverso 1 apenas. Spoilers nada"
Diz um dos pilotos, já percebendo a impossibilidade de frear.


"Olhe isso! Desacelera, desacelera"
Diz o outro.


"Eu não consigo, eu não consigo! Ô meu Deus, ô meu Deus."

O segundo piloto diz a frase ouvida por outra aeronave que estava na pista de Congonhas, relatada já no dia do acidente:
"Vai, vai. Vira, vira, vira." É quando a gravação registra o primeiro som de batida --, além de gritos ao fundo.




"(...) As pessoas têm questionado isso nas últimas semanas por aqui-- sobre o sistema brasileiro. Como eles puderam deixar essas informações vazar?"
Jim Burin, diretor técnico da Flight Safety Foundation (FSF), fundação internacional para segurança de vôo, localizada no Estado da Virgínia, sobre o vazamento de informações da caixa-preta do Airbus A320 da TAM. Para especialistas a divulgação viola uma convenção internacional que protege esse tipo de informação.

"Geralmente, as únicas pessoas que têm acesso a essas informações são as autoridades de aviação, e elas sabem que a informação tem que ser protegida, então, se foram elas que liberaram, isso é ruim, e se foram outras pessoas é ainda pior. Isso só indica que alguma coisa não está bem".
Jim Burin, diretor técnico da Flight Safety Foundation (FSF).


"A Aeronáutica fez essa CPI de palhaço. A Aeronáutica mandou um disquete de ET que só pode ser lido por uma máquina multinacional que nós não sabemos onde está. Nós não trancamos nada nos cofres desta Casa, porque o que foi trancado não existe".
Deputado Carlos William (PTC-MG), se irritaram hoje com a Aeronáutica por não ter fornecido o programa de computador que lhes permitiria ouvir o CD com os diálogos gravados na caixa-preta do Airbus da TAM que explodiu no Aeroporto de Congonhas no dia 17 de julho matando cerca de 200 pessoas.

Nenhum comentário: