quarta-feira, 13 de junho de 2007

Frases da semana: "Lula e o aquário"


"As investigações da Polícia Federal se preparam para encontrar um cardume de pintados. O Vavá parece ser um lambari nessa história. Só que é um lambari especial por ser irmão do presidente."
Presidente Lula, afirmando não acreditar que seu irmão Vavá seja lobista.

"Fui ao Vavá há 15 dias e o achei abatido, envelhecido. Na próxima vez em que vier a São Paulo, vou visitá-lo outra vez. Tenho carinho especial. Ele é um paizão da família, cuida de todo mundo."
Presidente Lula, demonstrando afeição ao irmão mais Velho, Vavá.

"É, mas, Vavá, eu quero saber, Vavá, por que tem umas broncas lá, que você anda apresentando uma pessoa lá nos ministérios e ele...”.
José Ferreira da Silva, o Frei Chico, irmão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que esteve hospitalizado para a realização de exames, em gravação da Polícia Federal, dando bronca no irmão Vavá para adverti-lo de que estaria fazendo um suposto lobby no governo e marcar um encontro dele com Lula em Brasília.

"Nós temos uma extraordinária parceria com a Venezuela. Certamente o Chávez não precisaria ter falado do Senado, porque, quando ele tomou um golpe, o Senado foi contra o golpe. Mas às vezes as pessoas esquecem. Falou, e quando a gente fala a gente paga, paciência”.
Presidente Lula em discurso de abertura do 7º Congresso Nacional dos Metalúrgicos da CUT.

"Acho que tem havido algumas atitudes um pouco exageradas. Por exemplo, não vejo razão para ver pessoas algemadas. O uso de algemas é para impedir fugas, não para humilhar. Em segundo lugar, há um vazamento de informações um pouco exagerado e muitas vezes inconsistente."
Ministro Marco Aurélio Garcia, assessor especial da Presidência da República para Assuntos Internacionais, na noite de terça-feira, em entrevista à rádio Jovem Pan.

Nenhum comentário: