quinta-feira, 10 de maio de 2007

Frases da semana: O papa e o diabo na terra "brasilis"

"A senhora é tão feia que não serve sequer para ser prostituta"
Frase insultuosa do Deputado Clodovil Hernandes à Deputada Cida Diogo (PT), Segundo deputadas que estiveram com a supostamente ofendida colega de plenário, que ainda não se manifestou à imprensa.


“Eu tenho cara de quem agride mulher, meu amor? Ela que deve se achar feia.”
Clodovil, rebatendo, ao ser questionado pelos jornalistas .


“Na cabeça dele, isso deve ser fundamental na vida. É o ar que ele respira. Eu sou simples. Não gosto de ficar andando emperequetada".
Deputada Cida Diogo (PT), sobre o suposto insulto provocado por Clodovil.


"Impressiona o grau dramático que essa questão suscita. Queria ver essa tenacidade em uma série de outras matérias".
Deputado Chico Alencar (PSOL-RJ), sobre a obstinação dos deputados para votarem o próprio aumento salarial.


"No dia em que o papa chegou a São Paulo, as bruxas vieram todas para Brasília. Que urucubaca!"

Deputado Júlio Delgado (PSB-MG), sobre o acirramento de contendas nesta quinta-feira.



“Ele quer fazer média aqui e dizer que só ele presta"
Deputado Carlos Willian (PTC-MG) , aplaudido pela maioria, referindo-se ao deputado Fernando Gabeira (PV-RJ). Da tribuna, Gabeira reclamava com veemência do excesso de gastos da Câmara e envolveu-se num entrevero com Chinaglia. Mais 30 minutos de polêmica e injúrias. O presidente sorriu, sem esconder a satisfação de ser defendido pelo plenário.


"Sabia que a gente ia ficar até tarde e todo mundo iria sentir fome."
Deputado Fabio Ramalho (PV-MG), ovacionado pelos cerca de 50 deputados que se deliciavam no banquete ao findar da noite do reajuste salarial de quase 30 por cento. Os deputados lambuzavam os dedos em uma leitoa assada, levada pelo deputado ao cafezinho do Plenário da Câmara.


"Acho que as mulheres têm que falar, têm que ser ouvidas nesse processo, não só os homens. São as mulheres que sofrem, mas o julgamento e as leis são feitos pelos homens.”
Do ministro da Saúde, José Gomes Temporão, sobre a discussão da legalização do aborto.



“Fé não se excomunga"
José Gomes Temporão- ministro da Saúde, comentando a declaração do Papa Bento XVI de que políticos católicos podem ser excomungados caso apóiem o aborto.



"O que você não pode querer é prescrever dogmas e preceitos de uma determinada religião para o conjunto da sociedade. Me parece uma coisa descabida".
Do ministro da Saúde, José Gomes Temporão, sobre a discussão da legalização do aborto. Lembrando que o Estado e a Igreja se separaram há séculos.



“É uma questão de prudência. Depois de alguns anos aparecendo com muita freqüência, eu aprendi que a superexposição é perigosa. Há momentos em que se deve aparecer, mas existem outros em que o melhor é se recolher. E é quando bate aquela saudade. Em 1999, eu me expus tanto que fui eleito o “Mala do ano”. Não dava para continuar daquele jeito e eu reconheço que exagerei. Por isso minha saída dos meios de massa foi proposital.”
Padre Marcelo Rossi, explicando o motivo de estar mais discreto, ultimamente.



“Comparo um magistrado mercador de sentença a quem comete um crime hediondo. Prometo que esses casos sessão tratados com máxima atenção e sem corporativismo”.
Asfor Rocha, ministro do Superior Tribunal de Justiça, aprovado pelo Senado Federal para o cargo de corregedor-geral do Conselho Nacional de Justiça.

Nenhum comentário: