quarta-feira, 5 de dezembro de 2007

Nos acréscimos, Romário é flagrado por uns fios



"Li sobre o remédio e soube através de uns carecas amigos meus que era bom e passei a usar. Se ainda tenho um pouco de cabelo é graças a ele (risos).”

“Se isso é doping, só se for doping paraguaio, em que ao invés do cara correr pra frente, corre pra trás (risos). Porque tenho corrido menos e feito poucos gols. Espero e torço para não ser punido, porque todo mundo sabe da minha conduta. Nunca precisei me dopar para fazer meus gols.”

Romário, em coletiva em São Januário, sobre o fato de ter sido flagrado no exame antidoping pela CBF por uso de finasterida, substância que faz parte do remédio Propecia, um tônico capilar, de ingestão oral, que previne a queda de cabelo e era usado pelo atacante para evitar a queda de cabelo.

Nenhum comentário: