sexta-feira, 25 de maio de 2007

Frases Semanais: Os intocáveis.


"A Polícia Federal incomoda porque está pegando os corruptos no Executivo, no Judiciário e no Legislativo. Não haverá recuo"
Cláudio Avelar, presidente do Sindicato dos Policiais Federais do Distrito Federal, reagindo nos papéis de acusados,reagiram à ofensiva da mobilização de privilegiados setores da política nacional.


"Discutem-se gastos de R$ 30 mil, R$ 40 mil, R$ 50 mil, mas de repente a gente vê no jornal milhões saindo pelo ralo sem que a gente possa cuidar dos pobres."
Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, fazendo questão de deixar claro ontem que apóia a atuação da Polícia Federal. Sobretudo seus impactos positivos no caixa da União. Apesar de pedir ao ministro da Justiça, Tarso Genro, apurar eventuais excessos cometidos pela Polícia Federal e, se for necessário, acabar com a alegada pirotecnia que tanto desagrada a advogados, políticos e juízes.


"Luciano, você entende mais de turismo do que eu depois desse estudo. Então, vai ficar mais fácil financiar os nossos projetos"... Marta Suplicy, ministra do turismo a Luciano Coutinho, que coordenou na UNICAMP um estudo sobre turismo e agora é presidente do BNDES - um dos maiores cofres do mundo."
Marta Suplicy, ministra do turismo a Luciano Coutinho, que coordenou na UNICAMP um estudo sobre turismo e agora é presidente do BNDES - um dos maiores cofres do mundo.


"O Agripino Maia apareceu, mas teve de pôr botox. Eu resisti e não apareci."
Senador Heráclito Fortes comentando com amigos que só aparece a turma jovem do partido no programa dos Democratas, produzido por Paula Lavigne. (Da coluna do Ancelmo Goís)


“Eu só tenho ligação com o Virgílio. Eu tô ligado ao Virgílio. Se o Virgílio não me dedurar...”
Ministro Paulo Medina, suspeito de envolvimento com a máfia dos bingos, em ligação captada pela PF em que o monistro, suspeito de envolvimento com a máfia dos bingos, mostra preocupação com interrogatório do irmão.


"A Operação Navalha foi deflagrada por ordem minha, a pedido do Ministério Público, com a finalidade exclusiva de investigar policiais federais. “Daí o nome navalha, porque se buscava cortar na própria carne da PF. Mas a navalha foi um fiasco, ficou cega. Estranho que não exista um único policial entre os 47 presos”.
Juiz federal Durval Carneiro Neto, da Vara de Lavagem de Dinheiro e Crimes Financeiros na Bahia, em acusação ontem à Polícia Federal de ter feito “trapalhadas” na Operação Navalha. Ele chamou de “canalhas, covardes” os policiais da Divisão de Contra-Inteligência da PF que atribuíram a ele o vazamento de informações.


"Brasília é uma cidade que se presta muito a isso. Lembra aquele Tito da tragédia shakespeareana, que chegando vitorioso à capital do Império Romano, exclama: 'Roma é uma floresta de tigres'."
Senador José Sarney, em artigo intitulado "O ódio e a inveja" publicado no Jornal do Brasil e na Folha de S. Paulo

Comente o que eles disseram.


Nenhum comentário: