quinta-feira, 19 de abril de 2007

Frases da semana: Virulentas e viscerais.

"As mulheres ficaram muito ordinárias, ficaram vulgares, cheias de silicone e hoje em dia as mulheres trabalham deitadas e descansam em pé. A gente não pode concordar com esse tipo de coisa"
Deputado Clodovil Hernandes (PTC-SP)
Fazendo duras críticas às mulheres nesta quarta-feira (19) ao chegar ao Palácio do Planalto para entrevistar a ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) para seu programa de televisão intitulado "Por Excelência", que terá duas horas de duração e será transmitido pela JBTV, canal em UHF e a cabo que substituiu a CNT.


"Estou aqui no gabinete porque o povo me elegeu. É a única decisão que reconheço. Não reconheço a decisão do Wladimir Cruz, que deveria estar na cadeia. Ele, o Rochinha e o Bosquet que venham me tirar se tiverem coragem, se forem homens"
Agripino de Oliveira Lima Filho (PSC)
Prefeito de Presidente Prudente (SP), que teve cassado os seus direitos políticos por 5 anos, entrevista ao portal "Terra", referindo-se ao presidente da Câmara Wladimir Alves Cruz (PDT), e os vereadores José Rocha Sobrinho (PT) e Osvaldo Bosquet (PMDB).

“Vocês vandalizaram meu coração, rasgaram minha alma e queimaram minha consciência. Vocês achavam que era um garoto patético que vocês estavam extinguindo. Graças a vocês, eu morri. Como Jesus Cristo, para inspirar gerações de pessoas fracas e indefesas.”
o assassino de 32 pessoas da Universidade Técnica de Virgínia, nos Estados Unidos, inicia um dos 23 vídeos enviados num pacote à rede de TV NBC, em Nova York, no que foi considerado um "manifesto multimídia".


"Fazer oposição não é xingar, gritar, ameaçar. É estar contra no momento certo.”
Senador, Presidente do PSDB, depois de se reunir com Lula

“Meu maior desejo era ser homem, preto, pianista e bêbado. Como vocês sabem, não consegui ser homem, negro, nem pianista”, (o público riu e Maysa continuou) “porém ainda tenho um sonho: ser Elizeth Cardoso”.
Maysa, cantora
Conforme descrição no Livro da biografia da cantora Maysa do jornalista Lira Neto, que a editora Globo começa a colocar nas livrarias nesta quinta-feira, 19. No trecho do capítulo É preciso dizer adeus (1958), da biografia de título "Só numa Multidão de Amores". A Cantora Maysa, que deixara a ver navios a platéia da boate em que se apresentaria, o Club 36, na rua Carvalho de Mendonça, em Copacabana. Desaparecera poucos minutos antes do horário previsto para subir ao palco e, sem avisar ninguém, fora assistir ao show de Elizeth Cardoso a duas quadras distantes dali, em uma das mesas do Au Bon Gourmet - “o lugar onde melhor se come no Rio à noite”, dizia-se. Quando Elizeth viu a amiga, cumprimentou-a do palco, efusivamente. Maysa levantou-se e gritou a frase que ficaria célebre.

Um comentário:

Mario disse...

Outra memorável frase da Maysa foi quando ela encontrou Silvinha Teles e seu marido Candinho no bar Bottles, no Beco das Garrafas. Maysa abraçou o bonitão Candinho e virou-se pra Silvinha Teles e disse. "Hoje eu vou tomer o teu marido". Silvinha, espirituosa respondeu: "Puro ou com gelo?".